• Equipe Max Consulting

Tendências de Inovação na Indústria de Alimentos.


Observa-se no mercado global uma tendência dos consumidores procurarem os seguintes tipos de alimentos:

1. Alimentos que aumentem sua IMUNIDADE.


Mesmo com a vacinação em massa para combater a pandemia da COVID-19 e suas variantes, os consumidores continuam preocupados com a sua imunidade e buscam alimentos com ingredientes medicinais antivirais (sabugueiro), probióticos, vitaminas, zinco, anti-inflamatórios naturais (açafrão, moringa) entre outros.







Suco de laranja com adição de vitamina C, vitamina D, zinco e suco de sabugueiro.











Iogurtes com probióticos, bactérias que reforçam o sistema imunológico.




2. Alimentos com novos sabores e que sejam sinônimo de SAÚDE.


Analistas que acompanham o setor de alimentos disseram que, com a pandemia, houve um interesse crescente em bem-estar e, com isso vem aumentando o consumo de alimentos com novos sabores que os consumidores consideram saudáveis.


Isso pode ser um bom presságio para ingredientes como frutas vermelhas (mirtilo, açaí etc), canela, ruibarbo, sabugueiro, flor de ervilha-borboleta, chá verde (Camellia sinensis) e moringa na Ásia. Esses ingredientes podem eventualmente se tornar mais proeminentes nos alimentos dos EUA. Na América, as ofertas picantes, como molhos picantes e pimentas, bem como pratos africanos, devem ser mais proeminentes.



Chá verde com propriedades antioxidantes


Sucos de frutas com sabores “novos”



3. Alimentos que os consumidores saibam DE ONDE VEIO

e quem o plantou.




Consumidor identificando a origem do alimento


Etiqueta de carne que permite rastreabilidade



O consumidor quer cada vez mais transparência nas informações e está cada vez mais consciente quanto aos perigos de alimentos inseguros e vantagens de alimentos de procedência conhecida e garantida.


A normativa INC 02 de 2018 do MAPA, exige a rastreabilidade dos produtos vegetais frescos para fins de controle de uso de agrotóxicos.



4. Alimentos que sejam fontes de proteínas À BASE DE PLANTAS


Alimentos à base de plantas têm sido uma tendência importante nos últimos anos. Em um estudo de dezembro de 2020, a Packaged Facts estimou que as vendas de laticínios e ovos à base de plantas registrariam cerca de US $ 4,3 bilhões e continuariam a crescer a uma taxa anual de 6%. E até o dia 3 de outubro, de acordo com a Nielsen, as vendas de alternativas de carnes subiram 129% em relação aos primeiros nove meses de 2019.



Mc Donald´s lançou em 2020 o hamburguer 100% vegetal,

feito de soja, beterraba, trigo, pimentão e alho.






Luís Fernando Mattos


Engenheiro agrônomo com especialização em Gestão de Pessoas para a Qualidade e Produtividade e especialização em Gestão Ambiental; Mestrado Completo em Biotecnologia Industrial na Bélgica; Auditor Líder, BPF, APPCC, ISO 9001, ISO 22000 e FSSC 22000 atuante por órgão de certificação reconhecido pelo INMETRO, UKAS e IAF; Formação PCQI - FSMA (Preventive Control Qualified individual), aprovado pelo FDA-EUA; 20 anos de experiência como consultor organizacional, tendo realizado projetos em mais de 220 empresas; Professor de Gestão de Processos do MBA em Gestão Empresarial da Universidade de Fortaleza (UNIFOR); Gerente de Fábrica da AMBEV onde trabalhou durante 7 anos; Experiência de 18 meses como consultor em projetos na China em 5 fábricas; Sócio, consultor e Diretor técnico da MAX Consulting.

Conte com a MAX Consulting nos seus projetos de Gestão de Segurança de Alimentos, Qualidade, Empresarial e Ambiental.


Solicite contato ou orçamento neste link


http://educa.maxconsulting.com.br/contato-geral



149 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2005 - 2020 by Max Consulting

  • Instagram ícone social
  • Preto Ícone YouTube
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
whatsapp.png